F1: Mais da metade dos pilotos pode mudar de equipe no final de 2024

A temporada de boatos da Fórmula 1, que é um período de muitos rumores sobre transferências de pilotos, promete agitar o paddock da categoria em 2024. Com mais da metade dos pilotos tendo contratos terminando no fim do ano, as especulações estão à solta.

Max Verstappen, Charles Leclerc, Lando Norris e Oscar Piastri já renovaram seus contratos por longo prazo, enquanto Lance Stroll deve permanecer na Aston Martin enquanto seu pai for dono da equipe. Alex Albon e George Russell também possuem contratos válidos até 2025, assim como Lewis Hamilton, que surpreendeu a todos ao acertar com a Ferrari.

A mudança de Hamilton para a Ferrari, anunciada antes do início da temporada 2024, abriu o caminho para uma grande dança das cadeiras no grid. Pilotos como Daniel Ricciardo, Sergio Perez, Nico Hulkenberg e Zhou Guanyu têm futuro incerto, e falaram sobre a situação durante a coletiva de imprensa no primeiro dia de pré-temporada, na semana passada.

Hulkenberg, cotado para a Audi em 2026, comentou: “Não é segredo que muitos contratos terminam no fim do ano. É um processo natural. O início da temporada e o desempenho individual impactam bastante as negociações. Já passei por isso antes e estou relaxado, focado em maximizar o que temos com o time atual e ver quais oportunidades surgirão.”

Ricciardo, cotado para substituir Perez na Red Bull em 2025, prefere focar na pista: “É óbvio que os resultados na pista facilitam as coisas. Vi muita coisa acontecer nas últimas semanas, mas é bom não estar envolvido nisso. Já passei por muitas ‘temporadas de boatos’ antes, é sempre assim.”

Com a mesma filosofia, Perez reforça: “Meu foco principal é o desempenho na pista. Se conseguirmos isso, o resto se ajeita. É um ano longo. A prioridade é começar bem e o resto virá naturalmente.”

Zhou, que ainda não garantiu um contrato de longo prazo na Sauber (atual Stake e futura Audi), concorda com os colegas: “Se você tiver um bom desempenho, as oportunidades aparecerão. No momento, o foco é começar a temporada bem”, encerrou.

Com tantas vagas em aberto, com certeza os boatos prometem agitar os bastidores da Fórmula 1 ao longo de 2024.