F1: Horner dá voto de confiança para Perez, mas tem alternativas para 2025

Sergio Perez viveu uma temporada de contrastes na temporada 2023 da Fórmula 1. O início promissor, com duas vitórias nas quatro primeiras corridas, deu lugar a uma frustrante sequência. Após declarar sua ambição em brigar pelo título este ano, o mexicano da Red Bull não venceu mais nenhuma prova e viu Max Verstappen dominar o campeonato, com 19 vitórias em 22 corridas.

Christian Horner, chefe da Red Bull, reconhece o declínio de performance de Perez, mas mantém a fé no piloto. Em entrevista ao Racefans.net, ele relembrou o início forte do mexicano e enfatizou o desafio de enfrentar um talento como Verstappen:

“O que vimos no começo do ano, Azerbaijão, Arábia Saudita, Bahrein e as primeiras corridas, foi fenomenal. Mesmo em Monza, ele fez uma ótima corrida”, afirmou Horner.

“Sabemos do que Checo é capaz, ele sabe das expectativas, e está pilotando contra um talento geracional. É duro. Muito duro. Mas ele tem exatamente as mesmas oportunidades que o Max. Ele está ciente disso. E acho que só precisamos vê-lo operando em um nível mais consistente ao longo das 24 corridas do próximo ano”, acrescentou.

Questionado se realmente acredita na capacidade de Perez evoluir, Horner foi direto: “Acho que ele pode fazer isso.”

Para Perez, 2024 será um ano decisivo. Seu contrato com a Red Bull termina no final da temporada, e o lugar ao lado de Max Verstappen atrai vários interessados. A equipe, portanto, não terá pressa para renovar o acordo. Com 14 contratos de pilotos terminando no final de 2024, a equipe tem várias opções.

O mexicano precisa demonstrar a consistência exigida por Horner e provar que pode brigar de igual para igual com Verstappen. Caso contrário, o futuro na Red Bull pode ficar incerto, abrindo espaço para a chegada de um novo companheiro para o holandês a partir de 2025.