F1: Haas não tem muitos motivos para comemorar no final de 2023

Enquanto a Red Bull comemora suas conquistas na temporada 2023 da Fórmula 1, o clima na Haas neste Natal deve ser bem menos festivo. A equipe americana, mais uma vez, amargou o último lugar no campeonato de construtores. Kevin Magnussen, por exemplo, marcou apenas 03 pontos na temporada.

Resumindo o ano, Magnussen é direto: “Infelizmente, não houve grandes momentos memoráveis. Houve corridas em que fiquei extremamente feliz com um P10, o que mostra o tipo de temporada que tivemos. Mas os pontos conquistados foram os únicos destaques. Infelizmente, não foi nada melhor do que isso.”

Apesar da estreia de um carro totalmente atualizado no GP dos Estados Unidos, o sucesso acabou não chegando. A esperança fica para 2024, quando a Haas pretende dar um salto de qualidade com a mesma dupla de pilotos, Nico Hulkenberg e Magnussen.

“O carro atualizado está mais alinhado com o plano para o próximo ano. O conceito se parece com o que pensamos para 2024. Ele não tem necessariamente mais downforce ou velocidade, mas é melhor para pilotar,” afirmou Magnussen.

“É mais fácil, o equilíbrio é mais consistente, e é por isso que não vemos um retrocesso quando usamos o novo modelo, mesmo com menos downforce. Acho que precisamos entrar na próxima temporada desenvolvendo nessa direção e espero que possamos dar um passo à frente para o próximo ano, porque esta definitivamente não foi uma temporada fácil”, concluiu o piloto da Haas.