F1: Grupo McLaren sob controle total dos investidores do Bahrein

Mumtalakat, Fundo Soberano do Bahrein, próxima de adquirir totalidade das ações da McLaren

O Grupo McLaren está prestes a passar para o controle total do fundo soberano do Bahrein, Mumtalakat. Este fundo já detinha 56% das ações da McLaren, e agora está configurado para assumir a propriedade integral por meio de um acordo com os investidores minoritários.

Conforme relatado pela Sky News britânica, Mumtalakat está negociando um acordo com os acionistas minoritários restantes da McLaren. Com isso, esses acionistas manteriam seus direitos econômicos, como em uma possível oferta pública inicial (IPO) da McLaren, mas não seriam mais classificados oficialmente como acionistas. Espera-se que o acordo seja anunciado ainda esta semana.

Aproximadamente 20% do capital acionário da McLaren seria convertido nesse processo, tornando o estado do Bahrein o único acionista do Grupo McLaren. A McLaren Racing, divisão que inclui as atividades de Fórmula 1 e outras corridas, ainda possui acionistas externos.

No início deste ano, a Mumtalakat adquiriu ações da McLaren do fundo soberano da Arábia Saudita e da Ares Management, um grande investidor norte-americano. Recentemente, o fundo baseado no Bahrein injetou mais £80 milhões na McLaren, que produz o supercarro híbrido Artura.

Este acordo visa simplificar a estrutura de capital da empresa com sede em Woking e facilitar parcerias com grupos automobilísticos internacionais, que anteriormente eram dificultadas pela estrutura complicada da companhia.