F1: Fundo financeiro do Bahrein assume controle total do McLaren Group

O McLaren Group está prestes a se tornar propriedade exclusiva do Mumtalakat, fundo soberano do Bahrein. A informação, veiculada pelo British Sky News, indica que o fundo, atualmente detentor de 56% das ações da McLaren, fechará acordo com os acionistas minoritários restantes.

Esse acordo, previsto para ser anunciado ainda nesta semana, envolve a conversão de cerca de 20% do capital do McLaren Group em direitos econômicos. Ou seja, os antigos acionistas manteriam parte dos benefícios financeiros em caso de uma eventual abertura de capital, mas deixariam de ter participação direta na empresa.

Com isso, o Bahrein consolidaria o controle total do McLaren Group, passando a ser o único acionista. Vale ressaltar que a McLaren Racing, divisão responsável pela equipe de Fórmula 1 e outras atividades automobilísticas, possui uma estrutura de acionistas externa separada.

Durante o ano de 2023, o Mumtalakat já havia adquirido uma fatia da McLaren anteriormente detida pelo fundo soberano da Arábia Saudita e pela Ares Management, um importante investidor americano. Além disso, a empresa bahreinense também injetou recentemente £80 milhões na McLaren, fabricante do supercarro híbrido, Artura.

A simplificação da estrutura societária do grupo sediado em Woking, é um dos principais objetivos da operação. Essa nova configuração também deve facilitar a concretização de parcerias com grandes montadoras internacionais, anteriormente dificultadas pelo complexo esquema acionário do McLaren Group.