F1: FIA espera menos “ar sujo” nos carros de 2024

O diretor de monopostos da FIA, Nikolas Tombazis, tranquilizou os fãs da Fórmula 1, ao afirmar que não espera uma piora significativa no fenômeno do ‘outwash’ (dispersão de ar gerado aerodinamicamente para fora das rodas, mais conhecido como ‘ar sujo’) para a temporada 2024.

Desde a introdução das regulamentações de efeito solo no início de 2022, houve esforços para limitar o ‘outwash’ aerodinâmico dos carros, permitindo assim disputas mais acirradas. Entretanto, em 2023, as equipes encontraram maneiras de contornar as regras, resultando em uma perda maior de downforce ao seguir outro carro.

Tombazis reconheceu que houve uma piora em relação a 2022, mas ressaltou que ainda é consideravelmente melhor do que em 2021. Ele afirmou que a FIA está aprendendo com as experiências anteriores para abordar essa questão de forma mais eficaz na próxima temporada.

Apesar de admitir que houve uma piora pontual devido a brechas nas regulamentações, Tombazis assegurou que a situação não deve se agravar em 2024. Ele destacou que a FIA está comprometida em manter um equilíbrio entre a competitividade aerodinâmica e a capacidade dos carros de seguir uns aos outros.

Enquanto a eliminação completa das brechas nos regulamentos está prevista para 2026, Tombazis acrescentou que a FIA continuará a monitorar de perto o desenvolvimento aerodinâmico na F1, garantindo um campo de jogo justo e mais emocionante para o público.