F1: Ferrari reabre caso de indenização por danos no GP de Las Vegas

Vasseur busca compensação após incidente com tampa de bueiro em Las Vegas

Fred Vasseur, chefe da Ferrari, confirmou que a equipe reabriu o caso para buscar compensação pelos danos significativos sofridos pelo carro de Carlos Sainz no novo Circuito da Strip de Las Vegas. Durante a primeira sessão de treinos, Sainz sofreu danos catastróficos em sua Ferrari SF-23 ao passar sobre uma tampa de bueiro que rasgou a parte inferior do chassi.

Além dos danos ao chassi e ao assoalho, houve danos à unidade de potência que exigiram uma nova Energy Store (bateria). Apesar do incidente ter sido causado por circunstâncias além do controle da equipe, Sainz foi forçado a aceitar uma penalidade de 10 posições no grid por mudança de componente, já que não há previsão de força maior disponível para os comissários.

Vasseur revelou que a Ferrari fez uma reclamação junto à companhia de seguros do Grande Prêmio de Las Vegas devido aos altos custos de reparo, especialmente considerando os rigorosos tetos orçamentários que também afetam o desenvolvimento do carro de 2024. “Quando você abre a discussão com o seguro, é demorado! Mas seria justo”, disse ele.

O caso relembra um incidente similar com Romain Grosjean no Grande Prêmio da Malásia em 2017, onde um bueiro solto destruiu o carro da Haas. Levou um ano até que a Haas recebesse um pagamento de aproximadamente €650.000 pela indenização do chassi, com a companhia de seguros do circuito assumindo a responsabilidade pelo incidente.

Guenther Steiner, chefe da equipe Haas, na época, elogiou a profissionalidade da seguradora e disse que não estava surpreso com o resultado, apesar da demora. “É sempre demorado. Um pedido de indenização nunca é rápido”, afirmou Steiner.

Enquanto isso, Vasseur também discutiu a importância dos pilotos americanos na Fórmula 1, mais do que as próprias equipes americanas, em uma entrevista separada no dia 17 de dezembro. Além disso, o fundo soberano do Bahrein está prestes a obter controle total do Grupo McLaren.