F1: Felipe Massa quebra silêncio sobre ação judicial do ‘Crashgate’

Felipe Massa, ex-piloto da Ferrari, tornou-se o centro das atenções no último sábado durante o E-Prix de São Paulo, evento que marcou a segunda edição desta competição na metrópole brasileira. Neste contexto, Massa compartilhou suas perspectivas sobre a ação judicial que move contra a FIA, a gestão da Fórmula 1 e Bernie Ecclestone, relacionada ao controverso incidente conhecido como ‘Crashgate’.

A presença de Massa no evento, parte da quarta etapa da temporada 2023/24 da Fórmula E, não foi apenas marcante por sua contribuição ao automobilismo, mas também pelo timing significativo, vindo à tona dias após o anúncio oficial de sua ação judicial contra as partes envolvidas no Grande Prêmio de Singapura de 2008. Este processo, registrado no Alto Tribunal de Londres, destaca uma das primeiras aparições públicas de Massa em eventos sancionados pela FIA desde a confirmação da ação.

Curiosamente, Bernie Ecclestone, uma das figuras centrais da ação judicial, também esteve presente no Circuito de Rua de São Paulo, adicionando uma camada de intensidade ao já elétrico ambiente do E-Prix.

“Creio que já disse tudo que tinha para dizer sobre esse assunto,” Massa revelou à imprensa, numa sessão que contou com a presença da equipe F1MANIA.NET. “Nas entrevistas, mencionei que é uma batalha que lutaremos até o final, e isso é tudo o que posso dizer por ora. O desenrolar da situação agora está nas mãos dos advogados. Contamos com um grupo excepcional de profissionais dedicados a este caso.”

Massa expressou confiança na força de sua ação judicial, ressaltando a crença na possibilidade de uma vitória no tribunal. “Para ser sincero, não está mais sob meu controle. O que posso afirmar é que estamos buscando justiça, pois o que me aconteceu não foi justo. Como já disse, isso é tudo o que posso comentar. Estou aqui para falar sobre a Fórmula E,” concluiu o ex-piloto.