F1: Detalhes da suspensão da acusadora de Horner surgem

A saga envolvendo Christian Horner, chefe da equipe Red Bull, ganhou novos contornos com a suspensão da funcionária que o acusou de comportamento inapropriado. Entende-se que a suspensão foi devido a desonestidade, relacionada a ‘inexatidões em sua evidência’, conforme apurado pelo RacingNews365.

O escândalo que tem assolado Horner e sua equipe persiste desde que a Red Bull GmbH, a empresa-mãe da Red Bull Racing, anunciou uma investigação há quatro semanas. A queixa contra Horner, de 50 anos, foi eventualmente descartada. No entanto, o caso ganhou novos capítulos após o envio de um e-mail anônimo contendo mais de 70 arquivos de supostas conversas do WhatsApp entre Horner e sua acusadora.

Após o Grande Prêmio do Bahrein, dominado por Max Verstappen, Jos Verstappen, pai do tricampeão de F1, fez duras críticas, mencionando “tensão” dentro da equipe que estaria à beira de explodir se Horner não fosse afastado.

Antes do início da sessão de treinos para o Grande Prêmio da Arábia Saudita, veio à tona que a mulher envolvida, que continuou trabalhando com a equipe até o início desta semana, havia sido suspensa. Acredita-se que a suspensão tenha sido motivada por desonestidade relacionada a “inexatidões em seu depoimento”.

Durante uma coletiva de imprensa da FIA com chefes de equipe no Circuito da Corniche de Jeddah, Horner foi questionado sobre a saga em curso, mas se recusou a comentar sobre a suspensão da funcionária. “Lamento, mas não posso comentar sobre algo que é confidencial entre um empregado e a empresa,” disse Horner.

Na ocasião em que a Red Bull GmbH anunciou suas conclusões sobre a investigação, em 28 de fevereiro, foi mencionado que a reclamante tinha o direito de apelar. A janela para tal está prestes a se fechar, com um prazo de cinco dias a partir do momento em que cartas legais oficiais foram entregues a ambas as partes. Acredita-se que isso tenha sido feito no início desta semana.

Horner, agora determinado a encerrar o assunto, defendeu-se e a sua família de maneira apaixonada durante a coletiva, pedindo o fim do tumulto. A equipe de Fórmula 1 e seus seguidores aguardam os próximos capítulos dessa controvérsia que tem abalado os bastidores do esporte.

O F1MANIA.NET acompanha ‘in loco’ o GP da Arábia Saudita com o jornalista Rodrigo França direto de Jeddah.