F1: Coulthard gostou muito de experimentar o RB19

A chuva torrencial em Silverstone não foi páreo para a adrenalina no box da Red Bull. Lá, David Coulthard, ex-piloto de Fórmula 1 e da própria Red Bull, teve a chance única de pilotar o dominante RB19, campeão de construtores e pilotos com Max Verstappen em 2023.

Com 21 vitórias em 22 GPs, o RB19 é considerado por muitos o carro de F1 mais imbatível da história. E Coulthard, que esteve presente no nascimento da Red Bull com o RB1 em 2005, não resistiu ao chamado da pista.

“O RB19 é o carro de maior sucesso que já correu na F1”, afirmou Coulthard, que pilotou o carro da Red Bull em Silverstone, casa do GP da Inglaterra. “Eu estava enchendo o saco do Christian Horner (chefe da equipe) desde o início do ano, implorando pela oportunidade de sentir essa fera na pista.”

Ao chegar ao box, Horner brincou com a descrença da situação: “Meu Deus, eu pensei que você estava brincando outro dia! Não achei que fosse sério!”. Mas logo após o susto inicial, foi hora de Coulthard colocar o macacão e receber instruções do piloto reserva Liam Lawson, que substituiu o lesionado Daniel Ricciardo na AlphaTauri em cinco GPs de 2023.

Com apenas uma chance de acelerar, Coulthard soltou o grito: “Que privilégio! Que honra! Este é um carro de sua geração, uma máquina alucinante.” Em um tom descontraído, o escocês ainda brincou: “Talvez até eu pudesse ter ganho o título com este carro!”, arrancando risadas da equipe.

Horner, entrevistado pelo Channel 4, revelou a resistência inicial dos engenheiros: “Conversamos bastante antes e eu precisei convencê-los que David não ia detonar o carro ou aprontar nenhuma travessura.” Felizmente, a volta transcorreu sem sustos, e Coulthard devolveu o RB19 intacto.

A experiência de Coulthard com o RB19 serve como um lembrete do domínio da Red Bull em 2023 e da potência excepcional do carro que levou Max Verstappen ao tricampeonato.