F1: Chefe da Ferrari elogia Bearman após substituição de Sainz

A Ferrari perdeu Carlos Sainz para o GP da Arábia Saudita de Fórmula 1, devido a uma crise de apendicite que exigiu uma cirurgia (que já foi realizada ontem e foi bem sucedida). No entanto, a equipe encontrou um bom substituto no jovem piloto reserva da equipe, que também corre na Fórmula 2, Oliver Bearman, que impressionou a todos ao conquistar o 11º tempo no treino classificatório.

O chefe de equipe Frederic Vasseur conversou com a Sky Sports sobre a situação de Sainz e o desempenho de Bearman. “Carlos está bem. Não para esse fim de semana, com certeza, mas espero que esteja de volta em breve. É um momento difícil, mas tudo está caminhando na direção certa agora, e temos que pensar no futuro. No início, pensamos que ele estava com uma intoxicação alimentar, mas na manhã de sexta-feira a situação piorou e ele foi levado ao hospital”, disse Vasseur.

Bearman teve pouco tempo para se preparar para o desafio, assim como Nyck de Vries em 2022, que substituiu Alexander Albon na Williams, inclusive pelo mesmo motivo (uma crise de apendicite). “Foi a mesma coisa com Bearman, ele soube por volta de 14 hs. É melhor assim, você não tem muito tempo para pensar”, afirmou o chefe da Ferrari.

Apesar do curto período de preparação, Bearman não é novato na equipe italiana. “Ele pilotou o carro antigo há alguns meses e se saiu muito bem. No ano passado, participou de dois treinos livres conosco. Ele fez um bom trabalho nessas duas ocasiões, mas claro, é uma história diferente agora. Entrar no carro em Jeddah para o TL3 não é fácil. Por outro lado, ele conquistou a pole position na F2 ontem (quinta-feira), o que de certa forma também foi uma boa preparação”, finalizou Vasseur.

O F1MANIA.NET acompanha ‘in loco’ o GP da Arábia Saudita com o jornalista Rodrigo França direto de Jeddah.