F1: CEO da McLaren volta a criticar “vantagem desleal” da Red Bull

A McLaren voltou a expressar preocupação com a suposta ‘vantagem desleal’ da Red Bull devido à parceria bastante próxima a RB (ex-AlphaTauri). A equipe britânica pede à Fórmula 1 para introduzir regras mais rígidas.

Já havia sido anunciado anteriormente, que em 2024 a Visa Cash App RB (ou simplesmente RB), está utilizando mais peças da Red Bull Technology, o que reduz o desenvolvimento próprio. Embora isso seja permitido pelas regras atuais, a McLaren discorda da situação.

Na visão da McLaren, essa parceria permite que a Red Bull Racing e a RB usem peças desenvolvidas por uma única equipe, dividindo os custos e liberando recursos para atualizações futuras.

O CEO da McLaren, Zak Brown, já havia demonstrado seu descontentamento com a situação ao longo do ano passado, e reiterou sua posição na coletiva de imprensa no Bahrein.

“Acredito que o teto orçamentário, implementado para equilibrar o grid financeiramente e em outros aspectos, está funcionando na maior parte. No entanto, agora que estamos na era do teto orçamentário, a categoria precisa evoluir para ter dez equipes independentes, tanto esportiva, política quanto tecnicamente”, afirmou Brown.

“Reconheço que a Red Bull está cumprindo as regras, mas eu tenho um problema com as próprias regras e acredito que a FIA precisa se debruçar sobre este assunto”, concluiu o CEO da McLaren.