F1: Brown destaca força da dupla Norris e Piastri na McLaren

Para a McLaren, a temporada 2023 da Fórmula 1 foi um ano de altos e baixos, mas com um final em alta. Apesar de um início complicado, a equipe conseguiu se recuperar e terminar o campeonato na quarta colocação entre os construtores, graças ao bom desempenho de seus pilotos e a um trabalho árduo nos bastidores.

Em carta publicada no site da McLaren, o CEO da equipe, Zak Brown, ressaltou o desempenho dominante de Max Verstappen, quebrando recordes e conquistando vitórias históricas. “Devemos dar crédito a Max Verstappen, que vários recordes em um ano de amplo domínio em 2023, algo que eu duvido que veremos novamente. Na Hungria, quando a Red Bull superou o recorde da McLaren de 1988 (ao vencer seu 12º GP consecutivo), foi justo que pudéssemos compartilhar o pódio para celebrar sua conquista, apesar do pequeno incidente de Lando com o troféu!”, disse ele rindo. Norris aidentalmente derrubou o troféu de Verstappen do pódio quebrando-o. Posteriormente a empresa fabricante do troféu deu um novo para o holandês.

Brown também destacou a forte dupla de pilotos da McLaren, formada por Norris e o novato Oscar Piastri. “Acredito que temos a dupla de pilotos mais forte do grid da Fórmula 1. Muitos concordam que Oscar foi uma revelação em sua temporada de estreia, e ele já mostrou que é capaz de lutar na frente com pilotos como Lewis Hamilton e Max. Foi uma pena que ele tenha perdido um pódio em Silverstone, devido ao timing do Safety Car, mas ele conquistou seu primeiro pódio em Suzuka, antes de sua brilhante vitória na corrida Sprint no Catar, ambos provando que ele é um talento excepcional. Com um novo contrato que leva Oscar conosco até o final de 2026, não tenho dúvidas de que ele continuará a impressionar à medida que ganha mais experiência”, finalizou Brown.

A McLaren encerra 2023 com expectativas renovadas para o futuro, apostando na força de sua dupla de pilotos e em um carro ainda mais competitivo para brigar por vitórias e pódios na próxima temporada.