F1: Bottas analisa situação de Perez na Red Bull e compara com seu tempo na Mercedes

Valtteri Bottas, que por anos ocupou o papel de companheiro de equipe de Lewis Hamilton na Mercedes, compartilhou recentemente sua perspectiva sobre os desafios enfrentados por Sergio Perez na Red Bull ao lado do dominante Max Verstappen.

Bottas, agora líder na Sauber (ex-Alfa Romeo), teve seu desempenho bastante reavaliado desde que deixou a equipe Mercedes. Atualmente, é reconhecida sua consistência e a mentalidade que adotou ao conviver na Fórmula 1 com um múltiplo campeão como Hamilton.

Em entrevista ao Motorsport Magazin, Bottas falou sobre a pressão de compartilhar o box com um piloto de sucesso na Fórmula 1: “Eu não penso muito nisso,” disse ele. “Foi apenas um momento em que precisei aceitar. Era o último ano junto com Lewis. Em cinco anos, eu não consegui terminar à frente dele no campeonato.”

“Acho que ele estava no auge, com performances excepcionais. Mas hoje, não acho que isso tenha mudado nada. Eu ainda vou para as corridas com boa confiança e sinto que posso vencer qualquer um em um bom dia”, acrescentou.

Falando sobre a situação de Perez na Red Bull, Bottas vê similaridades com sua própria experiência e oferece um conselho: “Você precisa ter essa atitude (de que pode vencer qualquer um)”, afirmou o finlandês. “Você não pode entrar em um final de semana de corrida e dizer a si mesmo que não pode vencer. Você já teria perdido.”

“Nesse sentido, é um esporte no qual você sempre precisa ter boa autoconfiança e se convencer. Se você não tem essa confiança, vai acabar em uma espiral negativa difícil. Você pode ver isso no cronômetro e na consistência. Eu diria que, olhando para o que Checo (Perez) está passando, definitivamente está faltando um pouco de confiança. E isso fica evidente nos resultados”, encerrou Bottas.