Marcos Baumgart e Kleber Cincea auxiliam Lucas Moraes após acidente em especial do Dakar

No ambiente extremamente competitivo do esporte a motor, cenas como a que foram vistas no meio do deserto árabe nesta quarta-feira (10) na quinta etapa do Dakar 2024, aparecem como um sopro de ar fresco. Os brasileiros Marcos Baumgart e Kleber Cincea, da X Rally, abriram mão de um sétimo lugar no geral da etapa entre Al Hofuf e Shubaytah, na Arábia Saudita, para ajudarem o amigo e compatriota Lucas Moraes, que disputa a prova junto do navegador espanhol Armand Monleon.

Lucas e Armand capotaram o Toyota por volta do quilômetro 60 da etapa, que teve 118 quilômetros cronometrados – somados os deslocamentos, um total de 645 no dia. Marcos e Kleber, que vinham em ótimo ritmo na prova – entre os dez melhores na parcial anterior -, pararam para rebocar e desvirar o carro de Moraes.

“Nunca fiz uma especial com tanta areia, e era muito fácil cometer um erro. Largamos relativamente bem e estávamos em um bom ritmo na prova, e infelizmente a gente viu o Lucas com problemas, virado”, contou Baumgart, que revelou o motivo por trás da decisão de ajudar o amigo, mas ao mesmo tempo, adversário. “Resolvemos parar para ajudar para que ele pudesse seguir com chances. Como não estamos mais competindo por um resultado na classificação geral, seguimos na prova para aprender e também para ajudar os amigos a alcançarem uma boa posição”, disse Marcos, que não completou a segunda etapa com um problema técnico, o que eliminou suas chances de poder lutar por um bom resultado final.

A dupla fechou a etapa apenas com o 32º tempo, a pouco mais de nove minutos e meio do tempo da dupla vencedora da etapa, formada por Nasser Al-Attiyah e Mathieu Baumel, também da Prodrive. Cristian Baumgart e Beco Andreotti fecharam com o 38º tempo.

Nesta quinta-feira (11), os competidores entram no desafio mais temido deste Dakar 2024: a etapa de 48 horas no Empty Quarter, ou ‘Quarto Vazio’ – a maior área contínua de areia do planeta, no deserto Rub’ al Khali, com 650 mil quilômetros quadrados de área. A sexta etapa se estende por dois dias e 572 quilômetros cronometrados de um total de 781.

Os competidores terão até as 16 horas locais desta quinta-feira para se estabelecerem em um dos acampamentos alocados pela organização. “São vários postos espalhados por todo este trecho e ninguém pode seguir além das 16 horas. Então, vai ser uma etapa bem estratégica. Estamos levando suprimentos e também recebemos ração militar”, destacou Beco Andreotti, navegador de Cristian Baumgart. “De novo, vamos dormir em barracas. Pelo menos, agora a gente sabe como desarma-las”, riu.