Wolff quer transparência da F1 na investigação sobre Horner

O chefe da Mercedes, Toto Wolff, fez um apelo para que a Fórmula 1 aprenda com a investigação em curso sobre o chefe da Red Bull, Christian Horner.

Horner está sendo investigado pela empresa-mãe, a Red Bull GmbH, após uma funcionária reclamar de comportamento impróprio do chefe da equipe. Ele nega todas as acusações.

Wolff é o único chefe de equipe que se pronunciou sobre o assunto até o momento. Ele destacou a importância de se valorizar a inclusão, igualdade, justiça e diversidade dentro do esporte.

“A Fórmula 1 precisa trabalhar na transparência e aprender com o que sair dessa investigação”, afirmou Wolff. “É um assunto que impacta toda a F1 e cada indivíduo que trabalha aqui.”

Mesmo reconhecendo a gravidade do caso, o chefe da Mercedes deixou claro o desejo de focar nas corridas e no esporte em si. A investigação interna da Red Bull segue em andamento, sem previsão de conclusão.