F1: Wolff otimista com novas regulamentações de motor para 2026

Desde 2022, a Fórmula 1 introduziu novas regulamentações técnicas relacionadas ao efeito solo dos carros. Após duas temporadas desafiadoras com essas regulamentações, Toto Wolff, chefe da equipe Mercedes, prefere olhar para o futuro de 2026, em vez de focar no passado.

Novas regulamentações estão programadas para a temporada de 2026 na F1, desta vez relacionadas principalmente aos motores. Wolff vê essas mudanças com otimismo, identificando-as como novas oportunidades. Em uma entrevista ao Kronen Zeitung, Wolff explicou que, no que diz respeito ao motor, tudo está claro: o motor deve consistir de 100% de combustível renovável e até 50% de tração elétrica. Um ponto ainda incerto é a recuperação de energia.

Com as atuais unidades de potência, os carros enfrentariam dificuldades em manter a velocidade máxima em circuitos como Monza e Las Vegas sob as novas regulamentações. O maior desafio para 2026 será, portanto, desenvolver carros mais rápidos e leves que estejam equipados com uma bateria que permita aproveitar o potente acionamento elétrico.

A Mercedes enfrenta mais um grande desafio. “O carro tem que ser mais curto, mais rápido e mais eficiente do ponto de vista aerodinâmico. Nosso objetivo é minimizar o arrasto aerodinâmico em retas, sem sacrificar a pressão aerodinâmica nas curvas”, explicou Wolff.

Quanto à aparência dos carros em 2026, Wolff brincou: “Não sei se serão dragsters ou pequenas espaçonaves com asas que se retraem em linha reta, mas é exatamente isso que torna tudo tão emocionante e é assim que a F1 deve ser, quebrando novos caminhos.”

Esta visão de Wolff reflete uma abordagem inovadora e entusiasmada para as mudanças futuras na F1. A introdução de combustíveis renováveis e o foco em tecnologias de tração elétrica não só alinham a Fórmula 1 com as tendências globais de sustentabilidade, mas também oferecem um novo cenário de desafios técnicos e estratégicos para as equipes. Com essas mudanças, a F1 continua a se posicionar na vanguarda da inovação automobilística, mantendo sua relevância e atração em um mundo cada vez mais focado em tecnologia sustentável.