F1: Wolff elogia Russell em meio aos problemas da Mercedes

Nem tudo foi problema para Toto Wolff durante os últimos dois anos difíceis da Mercedes na Fórmula 1. Em meio a apenas uma vitória e a luta constante para subir ao pódio, o chefe da equipe viu um ponto de destaque: George Russell.

Wolff, em entrevista ao Motorsport.com, afirmou que sabia que a Mercedes enfrentaria dificuldades em algum momento, mas não imaginava um ‘colapso’ tão grande. A expectativa era que Russell e Lewis Hamilton ainda conseguiriam vitórias, mesmo que o título no campeonato estivesse fora de alcance.

No entanto, a realidade foi bem mais dura com a mudança de regulamentos em 2022. Pódios ocasionais se tornaram o máximo, e as vitórias pareciam um sonho distante. “Tivemos alguns lampejos de esperança e tivemos que gerenciar muito bem nossas expectativas. É muito complicado manter o otimismo em nosso dia a dia”, afirmou Wolff.

Mas mesmo em meio às dificuldades, o chefe da Mercedes encontrou forças. “Não foi sempre fácil, mas acho que essa é a força da equipe”, afirmou o austríaco de 52 anos. Segundo Wolff, o time se destaca pela capacidade de conviver com as virtudes e fraquezas uns dos outros.

“Quando as coisas apertavam na sala de análise pós-corrida, porque os resultados não eram os esperados, era George que tinha todos os motivos para ficar chateado, mas ele sempre trazia positividade”, elogiou Wolff.

A atitude de Russell, segundo o dirigente, foi fundamental para manter a união e a motivação da equipe durante um período de grande pressão. Com a nova temporada se aproximando e os regulamentos mais estáveis, a Mercedes espera reencontrar o caminho das vitórias, e a positividade de Russell certamente será um ingrediente importante nessa jornada.