F1: Williams pode não ter um chassi reserva novamente na corrida no Japão

A Williams provavelmente terá que enfrentar mais uma vez um GP de Fórmula 1 sem um chassi reserva. O forte acidente de Alex Albon na Austrália causou danos extensos ao chassi de seu carro, impossibilitando o reparo durante o final de semana, o que acabou fazendo com que a equipe resolvesse afastar Logan Sargeant do restante do fim de semana, para que Albon possa correr e tentar marcar pontos para o time britânico.

O time já vinha sofrendo com a falta de um chassi reserva devido ao atraso na construção do carro para a temporada 2024. Com o foco nos reparos do carro de Albon, a finalização do chassi reserva precisará ser adiada, deixando a Williams sem um chassi reserva também no GP do Japão.

A extensão dos danos causados no acidente foram grandes, afetando o câmbio, motor e chassi. James Vowles, chefe da equipe, explicou a situação: “O chassi está rasgado na parte dianteira, onde a suspensão se encaixa. Eu posso colocar meu dedo dentro do chassi, o que não deveria ser possível”

Mesmo diante da gravidade do ocorrido, Vowles se mostrou confiante na recuperação do chassi para a corrida no Japão. “Já vi chassis em piores condições voltarem a funcionar. Não posso garantir 100%, mas há uma grande probabilidade de tudo ficar bem”, concluiu o chefe da Williams.

Caso esse reparo não seja possível de ser feito, ou mesmo se não for feito a tempo para a corrida no Japão, em Suzuka mais uma vez a Williams não terá um chassi reserva.