F1: Verstappen não comenta sobre rumores de salário milionário

Max Verstappen manteve o mistério sobre os rumores de que teria embolsado cerca de US$ 70 milhões na temporada 2023 da Fórmula 1. A Red Bull anunciou na véspera do campeonato de 2022 a renovação do contrato do holandês até 2028, mas os detalhes financeiros do acordo de cinco anos permaneceram um enigma.

Especula-se que o salário anual de Verstappen seja de US$ 45 milhões, ultrapassando os US$ 35 milhões anuais estimados de Lewis Hamilton, da Mercedes. A diferença entre os rivais aumentou no último ano devido ao domínio da Red Bull e aos 19 triunfos de Verstappen em 22 corridas.

Questionado pelo jornal The Times sobre o suposto pacote milionário, Verstappen apenas sorriu e respondeu: “Talvez. Não tenho certeza.” Ele confirmou ao canal holandês Viaplay que a Red Bull arcará com o custo de sua Superlicença FIA necessária para sua participação em 2024.

Apesar dos números estratosféricos da última temporada, Verstappen adota um tom cauteloso para 2024: “Não acho que a próxima temporada irá ser igual. O que conquistamos em 2023 provavelmente foi o melhor na história da F1, em termos de estatísticas e recordes.”

O piloto de 26 anos já sinalizou a possibilidade de deixar a categoria no final do contrato atual, devido a insatisfações com a direção da categoria. Porém, parece estar aberto a mudar de opinião no futuro: “Não tenho pressa para decidir. Essas coisas podem mudar nos próximos anos”, concluiu.

Enquanto o mistério em torno do salário de Verstappen permanece, o foco se volta para as pistas. Em 2024, o holandês tentará defender seu título e repetir seus feitos do ano passado, mas precisará enfrentar novos desafios e a constante evolução da categoria.