F1: “Tivemos um dia muito bom”, afirmou chefe da Haas

Kevin Magnussen e Nico Hulkenberg reforçaram o registro de voltas da equipe Haas com 169 voltas adicionais feitas nesta sexta-feira, o último dia dos testes de pré-temporada da Fórmula 1, completando 441 voltas no total. Agora a equipe está ansiosa pelo GP do Bahrein no próximo final de semana no mesmo circuito.

Ayao Komatsu, chefe da equipe: “Hoje completamos nossa primeira simulação de uma sessão de classificação, analisando o equilíbrio do carro com pouco combustível, e depois completamos duas simulações de corrida, uma com Kevin e outra com Nico. Conseguimos tudo isso com sucesso, apesar dos problemas que ocorreram na pista. Basicamente foi um dia muito, muito bom. Nossas simulações de corrida mostram que sim, temos muito mais trabalho a fazer, mas ao mesmo tempo temos um carro básico que podemos realmente evoluir. Tivemos um início de temporada muito bom com toda essa preparação nos testes. Estou muito feliz e muito obrigado a todos da equipe”, concluiu.

Magnussen: “Você nunca obtém todas as respostas que precisa e sempre quer mais tempo, já que três dias de testes, e dividir esses dias entre dois pilotos, limita bastante. Dado esse tempo limitado, acho que fizemos muito, tivemos boas impressões do carro e o foco é tentar ser bom no domingo. Temos feito muitas corridas com alto consumo de combustível, tentando resolver o problema de desgaste de pneus, e acho que estamos indo para algum lugar. Não resolvemos o problema completamente, mas esperamos que seja o suficiente para fazer a diferença no próximo domingo. Espero que seja muito próximo entre todas as equipes novamente este ano”, acrescentou.

Hulkenberg: “Hoje terminamos o programa e fizemos tudo o que queríamos, então foi bom. Também completamos uma corrida longa, mas agora temos muitas impressões após três dias de testes, muitos dados e coisas para analisar. Conseguimos fazer alguns experimentos como a maioria, pois é isso que você faz nos testes, e foi bom e positivo. Não tenho ideia de onde estamos ou quanto vale, mas obteremos essa resposta em uma semana. Ainda é cedo, mas do carro, de onde estou sentado, se comparar o carro com o ano passado, me sinto melhor. É como se tivéssemos dado um passo na direção certa”, encerrou o piloto alemão.