F1: Surgem dúvidas se investigação sobre Horner foi realizada de forma isenta

Christian Horner esperava que a investigação sobre alegações de comportamento inadequado contra ele encerrasse a polêmica na Red Bull, mas os ânimos continuam exaltados. Internamente, há dúvidas sobre a real independência da investigação conduzida por um advogado indicado pelos donos tailandeses da equipe.

Além disso, a tentativa de afastar Helmut Marko, apoiada por Horner, só aumentou a tensão. Max Verstappen, piloto de extrema importância para a Red Bull, deixou claro que sua permanência está condicionada a Marko também continuar na equipe.

O pai de Verstappen, Jos, chegou a declarar publicamente que a paz só retornará ao time com a saída de Horner. Com o clima conturbado, o futuro de Verstappen na equipe também é incerto. Embora tenha contrato até a temporada 2028 da Fórmula 1, o holandês possui cláusulas que permitem uma rescisão antecipada.

Mesmo liderando o campeonato de construtores e de pilotos, a Red Bull enfrenta um futuro nebuloso. Começaram a circular rumores que Horner pode ser demitido da equipe até mesmo antes do GP da Austrália, próxima etapa da Fórmula 1 que será realizada daqui a duas semanas.