F1: Segundo Sainz, Ferrari foi procurada por Hamilton para conversa sobre contrato

Carlos Sainz revelou um detalhe surpreendente sobre o acordo que levará Lewis Hamilton para a Ferrari a partir da temporada 2025 da Fórmula 1. Segundo o espanhol, foi o próprio Hamilton quem procurou a equipe italiana, sugerindo que a iniciativa não partiu da Ferrari para ‘roubar’ o heptacampeão da Mercedes.

Para a Mercedes, e especialmente para o chefe da equipe, Toto Wolff, a decisão de Hamilton de se transferir para a Ferrari foi repentina. Wolff foi informado por meio de uma conversa pessoal com o piloto poucos dias antes da notícia vazar. Grande parte da equipe soube só quando a informação se tornou pública, forçando um anúncio precoce das partes envolvidas.

Sainz também foi pego de surpresa, mas a Ferrari o manteve informado com antecedência. O espanhol teve ‘algumas semanas para digerir isso antes da notícia oficial’, segundo suas próprias palavras. Devido à transparência da equipe italiana, Sainz tem uma ideia de como o acordo ocorreu.

“Acho que é claro que quando um heptacampeão de Fórmula 1 bate na porta de uma equipe como a Ferrari, vai haver interesse e possivelmente uma confirmação de contrato”, disse Sainz durante a apresentação do SF-24.

Sainz irá ceder seu lugar para Hamilton em 2025, mas não encara isso como uma derrota pessoal. “No final, eu serei substituído por um heptacampeão. Não vejo isso como uma tragédia. Estou feliz, principalmente com os três anos que passei na Ferrari. Acho que foram três anos positivos”, afirmou.

“Ainda há um quarto e último ano, e talvez o mais importante, pela frente, no qual quero continuar obtendo bons resultados com a consciência limpa e a cabeça fria”, acrescentou Sainz. Ele, portanto, vê 2024 principalmente como uma grande oportunidade. “Ter um bom ano com a Ferrari, vencer corridas, e esperançosamente, ter potencial para lutar pelo título no campeonato”, encerrou o espanhol.