F1: Previsão de chuva pode impactar Qualificação Sprint no GP da Áustria

Os prognósticos meteorológicos para a 11ª etapa do campeonato mundial de Fórmula 1, o GP da Áustria, indicam uma ligeira chance de chuva no dia da corrida, mas uma probabilidade mais alta na tarde de sexta-feira. Como este fim de semana inclui uma Sprint, a qualificação para a corrida curta de sábado é a mais sujeita a ser afetada pela chuva.

Após uma quinta-feira úmida, as previsões indicam uma probabilidade de chuva em Spielberg, cidade onde está localizado o circuito, em torno de 40% para os horários programados das sessões de sexta-feira. A chance é um pouco maior para a Qualificação Sprint, o que pode adicionar um drama extra à sessão.

Depois que a pista secar, não se espera que a chuva retorne no sábado. A Sprint começará em condições ensolaradas e quentes ao meio-dia, com uma temperatura ambiente em torno de 27ºC, antes que o circuito aqueça ainda mais para o início da qualificação para o Grande Prêmio à tarde, que deve ver as temperaturas ultrapassarem os 30ºC quando Q1 começar.

Para o Grande Prêmio no domingo, há novamente um risco de chuva. No entanto, isso é muito menor do que o esperado para sexta-feira. Embora o dia comece claro e ensolarado para as corridas de F3 e F2 pela manhã, deve haver alguma cobertura de nuvens quando as luzes se apagarem para o início do Grande Prêmio. Mesmo que a chuva não caia, isso pode baixar a temperatura da pista em comparação com um circuito onde elas podem ser altas.

As previsões atuais colocam o risco de chuva para domingo em torno de 16%, o que significa que é improvável que as equipes precisem usar pneus de chuva além da sexta-feira – se forem necessários, como no ano passado.

Com a possibilidade de condições climáticas variáveis, as equipes precisarão estar preparadas para ajustes rápidos em suas estratégias, especialmente durante a Qualificação Sprint, onde a imprevisibilidade da chuva pode criar oportunidades e desafios únicos.