F1: “Pilotos não ficaram satisfeitos com ritmo do W15”, afirmou diretor da Mercedes

A Mercedes enfrentou alguns problemas nos primeiros treinos livres para o GP da Arábia Saudita de Fórmula 1, com Lewis Hamilton e George Russell, não ficando completamente satisfeitos com seus próprios desempenhos.

Andrew Shovlin, diretor de engenharia de pista: “Cobrimos uma grande variedade de configurações ao longo do dia. No final das contas, não parece que terminamos com nenhum dos carros no melhor lugar. A volta única foi confusa e comprometida pelo trânsito. Uma sessão mais limpa teria ajudado, mas também nos falta um pouco de aderência em alta velocidade. Iremos procurar soluções para isso durante a noite. Nossas corridas longas também não foram tão longas como deveriam, o que não foi o ideal. Temos um ritmo razoável, mas nenhum dos pilotos ficou satisfeito com o equilíbrio geral. O resumo, portanto, é que temos tempo de volta para encontrar durante a noite. O lado positivo é que temos muitas áreas para procurá-lo”, concluiu.

Hamilton: “Foi um dia difícil. Estava faltando um pouco de confiança na traseira do carro. Fizemos alguns trabalhos no ajuste sessão após sessão e mudamos bastante o carro. O principal problema com o qual eu estava lutando tanto no TL1 quanto no TL2, ainda era a traseira. Tive alguns grandes momentos e numa pista de alta velocidade como esta, é preciso ter total confiança no carro. Analisaremos os dados esta noite para ver como podemos melhorar. George estava claramente mais feliz com o carro hoje. Seguimos em direções ligeiramente diferentes, então esperamos poder aprender com isso e encontrar as soluções certas”, acrescentou.

Russell: “Foi divertido estar de volta à pista aqui em Jeddah. É um circuito realmente de alta velocidade, então é divertido. Não tínhamos o carro na janela perfeita e o TL2 foi um pouco complicado. Os tempos pareciam bons em volta única, mas ainda não temos muita certeza de onde estamos nos trechos longos. Fizemos muitos testes no TL1 com diferentes configurações nos carros. Em seguida, fizemos algumas alterações no TL2 para tentar aprender mais sobre o W15. Ainda é muito cedo, é apenas a segunda corrida da temporada e o segundo circuito em que corremos. Precisamos continuar a desenvolver nossos aprendizados e todos trabalharão arduamente durante a noite para obter mais desempenho. Está muito perto mais uma vez, então vamos ver o que podemos fazer amanhã”, finalizou o britânico.

O F1MANIA.NET acompanha ‘in loco’ o GP da Arábia Saudita com o jornalista Rodrigo França direto de Jeddah.