F1: Newey comenta a busca em superar “cópias” e aposta em inovação no RB20

Apesar de conquistar praticamente todas as vitórias na temporada passada, menos o GP de Singapura que foi vencido por Carlos Sainz da Ferrari) a Red Bull optou por uma mudança maior do que os concorrentes esperavam no RB20. Adrian Newey, projetista e diretor técnico da equipe, explicou sua decisão ousada de se inspirar até mesmo no ‘fracassado’ W14 da Mercedes.

Na temporada 2023 da Fórmula 1 o RB19 foi muito dominante. Tradicionalmente, as equipes costumam evoluir seus carros vitoriosos, mas a Red Bull surpreendeu com um design inovador e mais arriscado no RB20.

As entradas de ar laterais e a tampa do motor do RB20 lembram o W14 da Mercedes, que não teve o sucesso esperado, enquanto outras equipes optaram por seguir o caminho do RB19.

Em entrevista à revista alemã Auto, Motor und Sport, Newey revelou sua estratégia: “Sabíamos que os outros iriam nos copiar. Se simplesmente evoluíssemos o carro do ano passado, não seria suficiente.”

Verstappen terminou o primeiro dia de testes 1,1 segundo à frente do segundo colocado, Lando Norris da McLaren. Mas o consultor da Red Bull, Helmut Marko, pede cautela, apontando fatores que podem ter favorecido esse desempenho.

“A vantagem não é tão grande quanto parece. Fomos os únicos na pista com pneus médios novos no período mais fresco da tarde. Isso explica o desempenho”, disse Marko. “Estimamos a vantagem real em cerca de três décimos”, concluiu Marko.