F1: Mesmo com congelamento no desenvolvimento, Ferrari melhora motor para 2024

A Ferrari está determinada a fazer seu SF-24 brilhar na nova temporada da Fórmula 1, e isso incluiu um meticuloso trabalho no motor, mesmo diante das restrições impostas pela FIA.

Desde 2022, os fabricantes não podem realizar modificações nos motores da F1, exceto para questões de confiabilidade. O restante do desenvolvimento está congelado até a chegada das novas regulamentações em 2026. No entanto, a equipe italiana encontrou maneiras de otimizar seu desempenho.

Enrico Gualtieri, diretor técnico do departamento de motores da Ferrari, afirmou: “Apesar do congelamento no desenvolvimento do motor, isso não significa ausência de desafios interessantes. Enfrentaremos mais corridas do que nunca nesta temporada, o que exige uma reação mais rápida. Para nos prepararmos, revisamos todos os processos em torno do motor para alcançar o desempenho máximo.”

Gualtieri acrescentou: “Além disso, trabalhamos com nossos parceiros nos procedimentos para aprimorar a confiabilidade. Na pista, com a colaboração da Shell, agora podemos monitorar melhor o estado do motor”, concluiu.

A Ferrari continua buscando inovações nos bastidores, mesmo quando as regras permanecem congeladas, demonstrando um compromisso inabalável com a excelência técnica em meio aos desafios dos regulamentos.