F1: Mercedes sacrificou sessão de classificação para acerto de corrida, segundo Wolff

A Mercedes vai largar no GP do Bahrein de Fórmula 1 com seus pilotos em posições opostas no grid: George Russell em terceiro e Lewis Hamilton apenas em nono. A estratégia da equipe, segundo o chefe do time, Toto Wolff, foi de sacrificar o desempenho na sessão de classificação para encontrar um ‘acerto ideal’ para a corrida.

Russell chegou a brigar com Charles Leclerc pela segunda colocação, enquanto Hamilton, que revelou ter seguido um caminho diferente de seu companheiro de equipe em relação ao acerto do carro, lamentou a posição de largada sabendo que priorizou o ritmo de corrida.

“Acho que o P3 está ok, sentimos que tínhamos um pouco mais de ritmo: três décimos atrás da pole. Na quinta-feira parecia melhor”, disse Wolff à Sky Sports F1 após a sessão. “Mas colocamos o carro em um ‘ponto ideal’ para a corrida, pelo menos é o que esperamos. Então, com P3 e P9, os gaps estão tão próximos.”

Explicando as mudanças entre quinta e sexta-feira, Wolff afirmou: “As alterações no acerto contribuíram para a menor performance. No início da sessão, pensamos que talvez tivéssemos tirado muito desempenho sacrificando para a corrida, mas no final, acertamos com George. Mas na corrida deve ser melhor. Ainda estamos aprendendo sobre este carro”, finalizou o chefe da Mercedes.