F1: Mercedes e Ferrari negam que pedirão mudança de regras para frear Red Bull

Tanto a Ferrari quanto a Mercedes descartaram pedir uma mudança nas regulamentações técnicas da Fórmula 1, diante das preocupações com o contínuo domínio da Red Bull em 2024.

A Red Bull tem superado a concorrência desde o retorno dos carros de efeito solo à F1 em 2022, conquistando 39 vitórias nas últimas 44 corridas até o momento.

Por sua vez, a Mercedes negou que os concorrentes deveriam buscar ajustes nas regras da mesma forma que Christian Horner, da Red Bull, fez durante o período de domínio da Mercedes.

O chefe da equipe Mercedes, Toto Wolff, acredita que a F1 é um esporte honesto e que seria errado punir a Red Bull pelas deficiências persistentes das outras equipes.

Enquanto isso, a Ferrari tem assumido o papel de principal concorrente da Red Bull nas primeiras etapas da temporada 2024 com seu carro renovado, conquistando dois pódios consecutivos, atrás apenas dos dois carros da Red Bull.

Tanto Mercedes quanto Ferrari enfatizam que seu foco está em continuar reduzindo a diferença para a Red Bull, em vez de incomodar os reguladores da categoria.