F1: McLaren precisa evoluir para brigar com Ferrari e Red Bull, segundo Norris

Apesar de marcar pontos logo na abertura da temporada 2024 da Fórmula 1, Lando Norris acredita que a McLaren precisa dar ‘dois grandes passos’ para brigar com equipes como Red Bull e Ferrari.

Norris conquistou o sexto lugar no GP do Bahrein. Seu companheiro de equipe, Oscar Piastri, cruzou a linha de chegada em oitavo, garantindo assim uma pontuação dupla para a McLaren.

O piloto britânico largou da sétima posição, mas se aproveitou do DRS na volta 3 para ultrapassar rapidamente a Aston Martin de Fernando Alonso na aproximação da curva 1. A ultrapassagem de Norris sobre o bicampeão foi decisiva, pois permitiu que Piastri o imitasse na volta seguinte, embora o australiano tenha sido superado por Lewis Hamilton depois.

Apesar de conseguir se aproximar de George Russell na parte final da prova, Norris terminou a dois segundos do quinto lugar e 23 segundos atrás de Carlos Sainz, que chegou em terceiro.

“Eu acho que é positivo o nosso ritmo ainda estar bem próximo da Mercedes”, disse Norris. “Em alguns momentos, pensei que poderíamos desafiar a Ferrari, mas Carlos, eu acho, mostrou qual era o potencial da Ferrari hoje. Estávamos perto da Mercedes, não acho que tínhamos nenhuma vantagem sobre eles. O ritmo era tão parecido que, assim que entrei no ar sujo, não consegui ter vantagem suficiente para ter a chance de ultrapassar ou mesmo chegar perto do DRS.”

“Mas talvez depois de ontem (sexta-feira), eu esperava um pouco mais. Mas quando digo um pouco mais, é uma grande mudança de posição, mas não uma grande mudança no tempo de volta. Sabe, um décimo e meio ontem equivalia a quatro posições. Honestamente, não achei que mudaria muito hoje. Acho que estamos onde esperávamos estar e é um bom começo de temporada”, acrescentou.

Apesar de estar satisfeito com o desempenho básico do MCL38, Norris afirmou que ainda há trabalho a ser feito para que a McLaren se torne uma candidata a disputar o título. “Ainda há muitas áreas em que precisamos nos concentrar para melhorar se quisermos ser mais consistentes e desafiar, mas considerando que é uma pista com a qual ainda sofremos, o fato de estarmos tão perto da Mercedes ainda é um bom sinal para nós, indicando que em algumas pistas poderemos estar à frente”, acrescentou.

Norris discordou da sugestão de que a Red Bull estava ‘em outro planeta’ no Circuito Internacional do Bahrein, brincando: “Quer dizer, eles não estavam, Carlos (Sainz) não estava muito atrás.”

“Eles (Red Bull) são sempre muito bons no ritmo de corrida. E nessa pista, você precisa ser bom com os pneus porque é muito abrasiva. Então eu acho que a Ferrari fez um bom trabalho, mas a Ferrari é sempre forte aqui como característica. Mas a Red Bull claramente ainda está na frente, isso é certo. Acho que Charles (Leclerc) teve a volta mais rápida. Então, talvez entre eles eles possam brigar um pouco e eu acho que isso vai ser bom para todos”, disse ele.

“Ainda assim, o ritmo de corrida é onde a Red Bull é muito forte e dominante. Mas sim, há um grande passo entre nós e a Ferrari em um circuito como este, e depois outro passo da Ferrari para a Red Bull. Temos dois grandes passos para recuperar, mas começar com um já será bom”, finalizou Norris.