F1: Marko nega vazamento de informações e agradece apoio de Verstappen

O futuro de Helmut Marko na Red Bull Racing parece estar garantido, pelo menos por enquanto. Isso depois de terem surgido rumores sobre uma possível suspensão do consultor da equipe. No entanto, conversas entre Marko e o acionista majoritário tailandês da Red Bull, Chalerm Yoovidhya, ainda devem acontecer.

Inicialmente, a presença de Marko no GP da Austrália de Fórmula 1 parecia incerta. Ele chegou a ser impedido de falar com a imprensa e deixou o circuito de Jeddah mais cedo na sexta-feira. Porém, no sábado, Marko confirmou que estará em Melbourne normalmente.

O motivo das conversas é a suposta suspensão e acusações de que o austríaco de 80 anos teria vazado conversas telefônicas possivelmente relacionadas ao chefe de equipe, Christian Horner. Marko nega veementemente isso: “Que eu teria vazado a notícia é bobagem. Já fico feliz se consigo usar meu celular pela metade. Eu deliberadamente me mantive fora disso, é absurdo”, disse ele à Sky Sports Alemanha.

Max Verstappen defendeu publicamente Marko, o que emocionou o veterano consultor: “Isso foi impressionante e também sou muito grato a ele. Ele é uma das poucas pessoas aqui que tem caráter e demonstra lealdade.”

Toto Wolff, chefe da Mercedes, brincou que poderia haver uma vaga para Marko em sua equipe, sentindo falta de um conselheiro experiente desde a morte de Niki Lauda. Marko gostou da brincadeira: “É muito gentil, mas no momento posso recusar esse convite”, disse rindo.

Wolff esclareceu suas palavras: “Foi uma piada. Max está em um carro rápido, e como piloto, você fica em um carro rápido. Isso foi uma piada”, afirmou à Viaplay. No entanto, ele admitiu que gostaria de ter Verstappen em sua equipe.

O F1MANIA.NET acompanha ‘in loco’ o GP da Arábia Saudita com o jornalista Rodrigo França direto de Jeddah.