F1: Magnussen não quis influência do pai na carreira, ao contrário de Verstappen

Kevin Magnussen afirmou que, no início de sua carreira na Fórmula 1, esclareceu para seu pai, o ex-piloto de F1 Jan Magnussen, o desejo de seguir sua trajetória sem a influência paterna.

Jan Magnussen correu na F1 pela McLaren e pela Stewart na década de 1990, mas foi nas categorias de sport-protótipos que conquistou seus maiores sucessos. Ao longo da carreira do filho, atuou como uma espécie de mentor, auxiliando-o na caminhada rumo à Fórmula 1.

Apesar do apoio do pai, Kevin optou por trilhar seu próprio caminho, diferentemente de Max Verstappen, cujo pai, Jos, exerce papel fundamental na carreira do filho.

“Logo no início da minha carreira, deixei bem claro para o meu pai que não queria sua influência”, disse Magnussen à imprensa. “Ele precisou se adaptar a isso, mas eu fui muito claro sobre o desejo de que essa fosse a minha jornada, o meu projeto.”

“Ele tem a própria carreira, então eu disse para focar nela, e ele foi ótimo com isso. Tentei aprender o máximo com o meu pai, foi um privilégio poder aprender e tirar lições dele ao longo da vida. Mas quando se trata de competir e cuidar da minha carreira, não quis sua influência”, acrescentou.

“Tenho minha própria equipe de gerenciamento, e não pedi conselhos ao meu pai sobre isso, não escolhi as pessoas dele ou nada. Eu fiz as minhas próprias escolhas e isso funcionou bem”, finalizou o piloto da Haas.

O F1MANIA.NET acompanha ‘in loco’ o GP da Arábia Saudita com o jornalista Rodrigo França direto de Jeddah.