F1: Lawson sonha com vaga de titular, mas segue como piloto reserva em 2024

Liam Lawson não escondeu sua frustração por ficar fora do grid da Fórmula 1 em 2024, após boas participações na temporada passada.

O neozelandês teve a chance de estrear na categoria em 2023, substituindo Daniel Ricciardo que fraturou a mão no TL2 em Zandvoort. Assim como Oliver Bearman na Arábia Saudita este ano, Lawson teve apenas uma hora de treino livre antes da sessão de classificação. Mesmo assim, fez uma corrida limpa em condições difíceis e conquistou pontos inéditos com o nono lugar em Singapura.

Apesar do bom desempenho, Lawson perdeu a disputa por uma vaga na então AlphaTauri (atual RB), que optou pela volta de Ricciardo ao lado de Yuki Tsunoda.

“Obviamente, estrear na F1 te dá confiança”, disse Lawson ao Speedcafe, lembrando suas cinco corridas entre a Holanda e o Catar em 2023. “Qualquer piloto nesse nível precisa acreditar em si mesmo para estar na Fórmula 1. Mas é diferente agora, porque eu pude experimentar a categoria de verdade. É uma perspectiva nova. Tive um gostinho, e isso me deixa frustrado.”

Tanto Ricciardo quanto Tsunoda lutam pela renovação de contrato com a RB para o próximo ano, e o consultor da Red Bull (proprietária da RB) Helmut Marko, sugeriu que Lawson pode ser promovido de sua atual função de piloto reserva nas duas equipes citadas.

Enquanto Ricciardo mira o lugar de Sergio Perez na Red Bull, o australiano já foi alertado para a necessidade de melhora após um começo de temporada abaixo do esperado este ano.

Marko falou à Newstalk ZB: “Ele (Lawson) só precisa ser paciente, a hora dele vai chegar. Temos contratos com Sergio Perez, Yuki Tsunoda e também com Daniel Ricciardo até o final de 2024.”

Apesar da aparente promessa de Marko, Lawson revelou que não recebeu garantias sobre seu futuro dentro da Red Bull. “Não há um cronograma definido para o meu futuro”, disse ele. “Não tem nada cravado em pedra. Basicamente para mim, o foco é estar preparado, e esperançosamente, ter alguma oportunidade”, acrescentou.

Mesmo sem a chance de pilotar o RB20 (da Red Bull Racing) ou o VCARB 01 (da RB), a não ser em um eventual chamado de emergência, Lawson afirmou: “Ainda me sinto um novato na F1.” E sobre seus planos para a temporada 2024, ele disse: “Basicamente, será principalmente trabalho no simulador e acompanhar as corridas como reserva da equipe”, encerrou Lawson de forma um tanto frustrada.