F1: Krack diz que é inevitável que carros sejam parecidos, mas não cópias da Red Bull

O CEO da McLaren, Zak Brown, defendeu um banimento a proprietários com duas equipes na Fórmula 1, gerando um debate sobre a equipe Visa Cash App RB (ex-AlphaTauri) e uma possível cópia do carro da Red Bull Racing.

Diante das críticas sobre uma potencial vantagem indevida da VCARB, Mike Krack, chefe da Aston Martin, reconhece que a maioria das equipes se inspiraram na Red Bull para a próxima temporada.

“É natural que haja uma convergência de soluções diante do sucesso da Red Bull desde 2022. Com os regulamentos atuais, é difícil termos carros visualmente muito diferentes”, disse Krack à imprensa.

No entanto, o dirigente diferencia inspiração de cópia, ressaltando o papel da FIA em fiscalizar o cumprimento das regras de propriedade intelectual.

“A F1 é um campeonato de construtores, e a FIA tem regulamentos claros que definem o que é permitido e o que não é. Cabe a eles garantir que os carros sejam projetados respeitando a propriedade intelectual de cada equipe. Devemos confiar na FIA e não acusar sem fatos. Isso é responsabilidade deles”, concluiu.

Essa discussão sobre um possível ‘efeito Red Bull’ no grid de 2024 promete render muitos debates. Enquanto alguns temem um domínio ainda maior da atual campeã, outros acreditam que as restrições da FIA impedem cópias diretas e apenas incentivam um saudável intercâmbio de ideias entre os times da categoria.