F1: Jos Verstappen opta pelo silêncio após comentário sobre Horner

Após o embate acalorado entre Jos Verstappen e Christian Horner durante a sessão de classificação para o GP do Bahrein de Fórmula 1, as repercussões continuam. Jos, pai de Max Verstappen, fez declarações explosivas, afirmando que a Red Bull poderá enfrentar sérios problemas se Horner permanecer como chefe da equipe. Em uma mudança de comportamento, Verstappen Sr, em entrevista ao The Times, optou por uma postura mais cautelosa ao comentar sobre o assunto.

“É melhor ficar quieto agora. O mais importante é que Max tenha um bom carro e uma equipe ao seu redor, e que tudo isso não o afete demais,” afirmou Jos. Questionado se falava em nome de seu filho, ele não respondeu diretamente, mas frisou que a Red Bull não tem controle sobre suas ações ou sobre com quem ele conversa.

Enquanto a investigação sobre o chefe da Red Bull, Christian Horner, parece ter chegado ao fim, rumores surgem sobre uma suposta reunião privada entre o presidente da FIA, Mohammed Ben Sulayem, e Max Verstappen. De acordo com o jornal De Telegraaf, durante essa reunião, Verstappen teria sido supostamente solicitado a expressar publicamente seu apoio a Horner. A resposta de Verstappen foi parcial, declarando: “Ele tem sido um chefe de equipe incrível, então absolutamente do ponto de vista de desempenho, você nem pode questionar isso”, foi o que disse o piloto holandês.

O clima de tensão nos bastidores da Red Bull parece continuar, apesar da equipe tentar mostrar que está tudo bem, deixando o futuro do time em suspense enquanto a temporada se desenrola.