F1: Jornalistas da Sky Sports têm pouca esperança no futuro da Haas

O anúncio da saída de Günther Steiner do comando da Haas pegou todos de surpresa, e as opiniões no paddock da Fórmula 1 estão divididas. David Croft e Craig Slater, da Sky Sports, demonstram pouca fé no futuro da equipe com Ayao Komatsu assumindo o posto.

Para Croft, a melhora de performance esperada por Gene Haas, dono da equipe, parece improvável sem um aumento de investimentos. “Não vejo como eles podem avançar sem investimento. Eles não estão nem perto do limite do teto de gastos”, afirmou, comparando a falta de investimento da Haas com o progresso de seus concorrentes. “Na F1, ficar parado é andar para trás. E a Haas nem está parada, está regredindo.”

Apesar do ceticismo sobre o futuro, Croft ainda tem esperança de que Komatsu consiga superar os resultados de Steiner. No entanto, Slater se mostra indignado com a forma como o ex-chefe da equipe foi tratado.

“Soube que Steiner descobriu tudo no final de dezembro. Ele nem sequer teve a chance de se despedir na fábrica. Isso é interessante. Pelo que vejo, foi uma surpresa para ele não ter o contrato renovado. Não podemos dizer que ele foi demitido, tecnicamente seu contrato acabou”, afirmou Slater.

A saída de Steiner e a chegada de Komatsu levantam questionamentos sobre as reais intenções de Gene Haas, e o futuro da Haas na Fórmula 1. Com um cenário de crise de performance e um novo comandante desconhecido, a equipe norte-americana parece caminhar para um 2024 repleto de incertezas.