F1: Hamilton pede carro mais fácil após erro na Qualificação Sprint em São Paulo

Na disputa acirrada da Qualificação Sprint para o Grande Prêmio de São Paulo, Lewis Hamilton, da Mercedes, não escondeu sua frustração após um erro comprometer sua volta rápida. O resultado o colocou na quinta posição para a largada da Sprint, atrás de seu companheiro de equipe, George Russell. Apesar do contratempo, Hamilton se manteve focado, mas fez questão de ressaltar que a equipe precisa fornecer um veículo que exija menos esforço para pilotar.

“Esta é nossa posição média normal, estamos sempre lutando por mais,” declarou Hamilton. “Minha última volta não foi tão espetacular; acho que poderia ter ficado uma ou duas posições à frente, mas dei o meu melhor.”

Hamilton destacou a dificuldade em otimizar o desempenho dos pneus, ajustando as temperaturas adequadamente. “Acho que consegui, mas tive um pequeno deslize na última curva e perdi um décimo e meio. O carro precisa ser mais fácil de dirigir,” expressou o heptacampeão mundial.

Russell, que superou Hamilton na Qualificação Sprint, não identificou grandes avanços por parte da equipe. “Gostaríamos de dizer que fizemos alguns ganhos, mas a verdade é que as condições desempenham um papel enorme,” explicou Russell. “Às vezes, isso entra em nossa janela de operação e, às vezes, se afasta, e funcionou no SQ3.”

Russell se mostrou otimista em relação à performance da equipe na corrida. “Estou animado para esta tarde; confio que nosso ritmo de corrida é melhor do que nosso ritmo de classificação. Tenho certeza de que Max será o mais rápido, as Ferrari estão atrás de nós, o que é uma boa notícia, então estamos de olho em Lando,” concluiu, referindo-se a Lando Norris da McLaren.

O F1MANIA.NET cobre o GP de São Paulo da F1 ‘in loco’ com Victor Berto, Gabriel Gavinelli, Nathalia De Vivo, Leonardo Marson e Ana Oliveira.