F1: FIA adota medidas para evitar problema com tampas soltas na pista do Bahrein

As tampas de ralos e bueiros têm sido uma dor de cabeça para a FIA nos testes de pré-temporada da Fórmula 1 no Circuito Internacional do Bahrein. Segundo o RacingNews365, o órgão regulador afirmou que vai resolver o problema preenchendo os drenos ao longo da pista com concreto.

Longas interrupções com bandeiras vermelhas marcaram o segundo e último dia dos testes, devido a uma tampa de drenagem solta e se levantando na aproximação da curva 11. As forças criadas pelos carros atuais com efeito solo, introduzidos no início de 2022, expuseram fragilidades em duas pistas nos últimos meses.

No GP de Las Vegas em novembro passado, a Ferrari de Carlos Sainz sofreu graves danos no assoalho após o SF-23 passar por cima da tampa de uma válvula de água no circuito de rua, causando um grande atraso na programação e um prejuízo considerável para a Ferrari.

No segundo dia de testes no Bahrein este ano, o companheiro de equipe de Sainz na Ferrari, Charles Leclerc, soltou a tampa perto da curva 11 quando passou com o carro pelo local, o que afetou Lewis Hamilton, da Mercedes, que o seguia de perto.

Na volta seguinte, Leclerc bateu novamente na tampa com seu SF-24, danificando o carro e resultando em uma bandeira vermelha, e uma inspeção de 90 minutos na pista conduzida pelo diretor de corrida e segurança da FIA, Niels Wittich.

Apenas 27 minutos após o início do último dia de testes nesta sexta-feira, o mesmo dreno foi novamente arrancado pela Red Bull de Sergio Perez, levando a outra bandeira vermelha e um atraso de 75 minutos para uma nova inspeção.

Isso resultou no cancelamento do almoço programado, permitindo que as equipes continuassem com seus carros até o horário previsto de conclusão, às 19h, no horário local.

Wittich e funcionários do circuito realizarão novas verificações durante o final de semana, antes do GP do Bahrein na próxima semana, com o primeiro treino livre estando programado para quinta-feira, seguido pela sessão de classificação na sexta-feira e a corrida sendo realizada no sábado, 02 de março.

É quase certo que a solução adotada deverá ser a remoção do dreno, com o buraco sendo preenchido com concreto e pintado para se misturar com aquela parte da pista. Uma inspeção completa do circuito também será realizada para garantir que não haja outros drenos problemáticos, mesmo que não tenham causado problemas durante os testes nesta semana.

Dadas as incidências em Las Vegas e agora no Bahrein, a FIA provavelmente avaliará minuciosamente todos os seus circuitos do calendário da F1, para garantir que não haja repetição desse problema em eventos futuros.