F1: Ferrari estaria em negociação com diretor técnico da Red Bull

A Ferrari está determinada a fortalecer ainda mais sua equipe técnica na busca pela supremacia na Fórmula 1. Após assegurar a contratação de Lewis Hamilton para 2025, o chefe da equipe, Fred Vasseur, revelou o interesse em nomes de peso no cenário da engenharia, destacando especialmente Pierre Waché, atual Diretor Técnico da Red Bull.

Mesmo com rumores indicando que Waché havia fechado as portas para a Ferrari no ano passado, novas especulações sugerem que o francês pode reconsiderar uma mudança para a Scuderia. A ida de Hamilton para a Ferrari no próximo ano fortaleceu a confiança da equipe italiana, demonstrando sua determinação em buscar os melhores talentos na categoria.

Com Waché desempenhando um papel importante no desenvolvimento dos recentes carros da Red Bull, a Ferrari vê nele não apenas um líder técnico, mas também a chance de utilizar o ‘Efeito Hamilton’ como um trunfo para persuadi-lo a fazer a mudança. Aos 49 anos, Waché representa uma opção de longo prazo para a equipe italiana, especialmente diante das importantes mudanças nas regras previstas para 2026.

O jornal Gazzetta dello Sport, informou que já houve conversas sobre um possível salário para Waché na Ferrari, enquanto o francês aguarda também o desfecho da situação de Christian Horner na Red Bull. A busca por Waché destaca a importância da Ferrari em reforçar seu departamento técnico para enfrentar as futuras disputas na pista.

Vasseur, mesmo após a contratação de Hamilton, mantém sua promessa de fortalecer a equipe em termos técnicos. O interesse em Waché reflete uma estratégia clara, indicando um novo direcionamento desde a chegada de Vasseur à Ferrari.