F1: Ex-piloto critica Hamilton por reclamar de falta de apoio na carreira

O ex-piloto de Fórmula 1, Perry McCarthy, criticou Lewis Hamilton por suas declarações sobre falta de apoio durante sua trajetória no automobilismo. Em entrevista ao site EssentiallySports, McCarthy afirmou que Hamilton recebeu ‘algo que muitos sonharam’, referindo-se ao suporte crucial do ex-chefe da McLaren, Ron Dennis, que acreditou no potencial do então jovem piloto.

“Lewis não deveria reclamar tanto sobre a falta de apoio, porque ele realmente conseguiu algo que muitos sonham. Ter alguém como Ron Dennis, o chefe da McLaren na época, lá acreditando em você”, disse McCarthy. “O que Lewis fez então foi retribuir essa fé toda vez, porque Lewis era e ainda é brilhante. Então, Lewis teve a oportunidade e a agarrou toda vez com tudo o que tinha. Mas Lewis não deveria falar muito sobre a falta de chances.”

O heptacampeão tem se mostrado cada vez mais vocal em sua luta por maior diversidade e inclusão no mundo da Fórmula 1 e também fora das pistas. Iniciativas como a ‘Mission 44’ do próprio Hamilton, e a ‘Ignite’ da Mercedes, visam aumentar as oportunidades para jovens talentos de origens diversas.

Apesar de seus esforços, Hamilton ocasionalmente sugere ter enfrentado obstáculos e falta de apoio em sua própria jornada no automobilismo, mas McCarthy discorda da narrativa de Hamilton, e acredita que o britânico deveria apenas agradecer às oportunidades que teve ao longo da carreira.

Vale lembrar que McCarthy, efetivamente não participou de nenhum GP na F1, apesar de suas dez tentativas frustradas com a malfadada equipe Andrea Moda em 1992. Ele participou dos treinos em dez ocasiões, mas não conseguiu classificar o carro para a largada de nenhuma corrida, devido aos inúmeros problemas (e até golpes) da equipe, e também por algumas batidas fortes. Ele acabou ficando mais conhecido como o personagem ‘Stig’, um piloto misterioso que participou em duas temporadas (2002 e 2003) do Top Gear da BBC, testando carros para o famoso programa.