F1: “Eles foram ousados no RB20”, afirmou o chefe da McLaren

O carro da Red Bull para a temporada 2024 da Fórmula 1 impressionou particularmente no primeiro dia de testes no Bahrein. Com Max Verstappen ao volante, o RB20 marcou o tempo mais rápido, com mais de um segundo à frente de Lando Norris. Andrea Stella, chefe da McLaren e de Norris, comentou sobre esse desempenho.

Algo que chama muita atenção no novo carro da Red Bull, são as entradas de ar laterais, semelhantes ao conceito ‘zeropod’ que a Mercedes usou em 2022 e parte de 2023, mas que não funcionou como o esperado. “Tenho que admitir que quando vi o carro, pensei: ‘Uau, eles com certeza foram corajosos em mudar algumas das formas que fizeram o RB19 ser tão bem-sucedido no ano passado’,” disse o chefe da McLaren.

Stella reconhece que a Red Bull teve mais tempo para desenvolver o novo carro para a temporada de 2024, já que o título de construtores em 2023 foi definido bem cedo: “Como eu disse antes, acho que eles puderam aproveitar essa vantagem no ano passado, o que lhes deu a confiança, em termos de prazos, para assumir esses riscos e ver se realmente funciona.”

“Mas o que eu diria, é que há inovações que podemos ver em um nível microscópico. Como já disse, nesses regulamentos, muito está nos milímetros, e muito acontece no que não vemos entre a parte inferior do carro e o solo”, continuou ele. Isso indica que há mais modificações no carro que não são imediatamente visíveis. “Embora essa possa ser a mais visível, não é necessariamente a mais impactante em termos do avanço que eles fizeram”, finalizou o chefe da McLaren.

A declaração de Stella sugere que sua equipe reconhece o potencial da RB20, mas acredita que o verdadeiro diferencial pode estar em aspectos menos óbvios do carro. A temporada de 2024 promete ser emocionante, com a Red Bull aparentemente dando um salto de qualidade e as outras equipes buscando acompanhar esse ritmo.