F1: “É bem melhor para pilotar”, afirmou Leclerc sobre o SF-24

Charles Leclerc está satisfeito com o progresso da Ferrari com o novo carro SF-24. Após uma temporada mais complicada em 2023, a equipe italiana reformulou o conceito para 2024, buscando superar as limitações do modelo anterior.

Uma das principais queixas de Leclerc e do companheiro de equipe, Carlos Sainz, no ano passado era a inconsistência do carro, sensível a mudanças de vento. Após os primeiros testes de pré-temporada da Fórmula 1 no Bahrein, Leclerc afirmou que os avanços previstos no simulador se confirmaram na pista.

“É o mesmo sentimento em todos os testes de pré-temporada… o que significa que não entendemos nada, já que é cedo demais para dizer”, disse Leclerc à F1 TV. “Não sabemos a quantidade de combustível que cada um está usando. Mas em termos de dirigibilidade, o carro está muito melhor em comparação ao ano passado.”

“Depois dos testes em 2023, era difícil fazer ajustes porque não sabíamos como o carro se comportava. Entrávamos em uma curva e não sabíamos se o carro sairia de frente ou de traseira, o que era um grande problema. Este ano, o carro não é assim, o que é um ponto de partida melhor. Acho que a dirigibilidade vai nos ajudar em longas distâncias. Também acho que para a degradação dos pneus e corridas, devemos estar em uma boa posição”, acrescentou Leclerc.

No entanto, o monegasco suspeita que a Red Bull, que venceu 21 das 22 corridas em 2023, ainda seja a equipe a ser batida após um forte início nos testes deste ano. “Minha sensação inicial é que a Red Bull, infelizmente, continua um pouco à frente, e ontem eles fizeram tempos de volta impressionantes”, continuou Leclerc. “Este é apenas o meu sentimento, sem olhar para tempos e dados”, concluiu o monegasco.