F1: Diretor da Mercedes diz que estratégia custou caro a Hamilton em Jeddah

Andrew Shovlin, diretor de engenharia de pista da Mercedes, afirmou que a equipe deveria ter realizado pit stops duplos sob condições de safety car, durante o GP da Arábia Saudita de Fórmula 1 no último fim de semana. A equipe optou por chamar apenas George Russell para os boxes, enquanto Lewis Hamilton permaneceu na pista, o que resultou em uma performance abaixo do esperado para a Mercedes, com Hamilton terminando em nono lugar.

Shovlin explicou que, com o benefício da retrospectiva, teria sido mais prudente chamar Hamilton para os boxes ao mesmo tempo que Russell. No entanto, naquele momento da corrida, a equipe estava ponderando sobre a possibilidade de outro incidente e consequentemente outro safety car, além da durabilidade dos pneus. A estratégia de ficar na pista foi uma aposta que não deu muito certo, já que o segundo safety car não aconteceu.