F1: Coulthard alerta para exageros nas redes sociais referentes ao caso Horner

O ex-piloto de Fórmula 1, David Coulthard, pediu calma diante das fortes reações nas redes sociais relacionadas às acusações envolvendo Christian Horner. O chefe da Red Bull Racing está sob investigação, e Coulthard, em seu podcast ‘Formula for Success’, destacou a importância de aguardar as explicações antes de tirar conclusões precipitadas.

Horner está no centro de uma tempestade midiática, após a confirmação de uma investigação sobre acusações ainda não confirmadas, relacionadas ao seu comportamento internamente na equipe. Coulthard, um embaixador de longa data da Red Bull, expressou preocupação com as reações exageradas nas redes sociais, pedindo que todos aguardem as explicações de Horner, previstas para ocorrerem dentro da investigação que está sendo realizada pela própria Red Bull, na próxima sexta-feira.

Coulthard, que correu pela Red Bull entre 2005 e 2008, destacou que até o momento, as acusações que teriam sido feitas por uma funcionária da equipe, não foram comprovadas, e Horner negou veementemente o ocorrido. O ex-piloto ressaltou a importância de permitir que todas as partes envolvidas expliquem suas posições, antes de serem tiradas conclusões definitivas.

Eddie Jordan, ex-proprietário da equipe Jordan F1, e outro participante do podcast, concordou com a abordagem cautelosa, enfatizando a necessidade de uma resolução rápida, dada a iminente apresentação do carro da Red Bull para a temporada 2024. Ambos concordaram que Horner enfrenta uma pressão significativa e que sua presença no lançamento do carro dependerá das respostas fornecidas na reunião de sexta-feira.

A expectativa é que as questões em torno de Horner sejam esclarecidas até a próxima semana, antes da apresentação do RB20 em Milton Keynes, marcada para 15 de fevereiro. O caso permanece sub judice, e Coulthard e Jordan destacaram a importância de se manterem cautelosos e baseados nos fatos, enquanto todos aguardam os desdobramentos da investigação.