F1: Circuito de Madrid terá curva mais inclinada do calendário

Madrid, a capital espanhola, prepara-se para deixar uma marca impressionante na Fórmula 1 com o anúncio de seu circuito que incluirá a curva mais inclinada de todo o calendário da categoria. Este novo circuito, que será parte do calendário a partir de 2026, promete desafiar pilotos e equipes com uma inclinação extrema de 30 graus em uma de suas curvas, eclipsando a inclinação de 19 graus encontrada no circuito de Zandvoort.

A organização do Grande Prêmio de Madrid garante que o evento não custará nada aos contribuintes, embora haja rumores de que Madrid está pagando uma taxa significativa de 60 milhões de euros por corrida para sediar a Fórmula 1. Esse investimento parece estar sendo canalizado para inovações notáveis no circuito, incluindo a mencionada curva extremamente inclinada, que promete ser um ponto alto do circuito.

Jarno Zafelli, chefe da empresa italiana de design de circuitos Dromo, compartilhou algumas informações sobre o projeto, destacando a busca por elementos únicos para diferenciar Madrid de outros locais da F1. Além da curva inclinada, o circuito contará com dois túneis curtos, proporcionando uma experiência de corrida diversificada e emocionante.

A escolha de uma área com espaço suficiente permite que os designers explorem esses limites criativos sem as restrições típicas encontradas em circuitos urbanos. O objetivo é criar um circuito com personalidade própria, incorporando elementos e áreas que atendam às necessidades específicas de Madrid e ofereçam uma nova dinâmica às corridas de Fórmula 1.

Este desenvolvimento representa um passo significativo na evolução dos circuitos de F1, prometendo não apenas desafios técnicos para as equipes, mas também uma experiência visualmente espetacular para os fãs. Com a expectativa de mais surpresas no design final do circuito, Madrid está se posicionando como um destino imperdível para os entusiastas da Fórmula 1.