F1: Chefe da McLaren comemora sinais encorajadores do MCL38

A McLaren revelou que seu carro de Fórmula 1, o MCL38, está apresentando sinais promissores semelhantes às melhorias realizadas durante a temporada de 2023, quando a equipe experimentou uma notável revitalização de sua competitividade.

Depois de uma recuperação notável na última temporada, saindo de muitas dificuldades no início, para conquistar pódios regulares na segunda metade do ano, a McLaren busca iniciar a temporada de 2024 com ainda mais força. O chefe da equipe, Andrea Stella, entretanto, adotou uma abordagem cautelosa em relação às perspectivas para 2024, destacando a importância de um desenvolvimento natural contínuo.

Stella ressaltou que, embora os ingredientes estejam se alinhando positivamente, é crucial trabalhar cuidadosamente para garantir que a ‘receita’ do desempenho seja bem-sucedida. Ele comparou o progresso da equipe a uma inclinação gradual, indicando que, apesar do otimismo, é necessário um trabalho constante para integrar as novas adições à equipe, como David Sanchez e Rob Marshall.

“Os ingredientes estão se juntando. Precisamos trabalhar com muito cuidado, e com atenção em como fazemos a receita funcionar. Às vezes, você pode ter bons ingredientes, mas se não for um bom ‘chef’, esses ingredientes não produzem necessariamente o resultado que você espera”, afirmou Stella.

A McLaren reorganizou suas fileiras para 2024, trazendo novos talentos como David Sanchez e Rob Marshall. Stella reconheceu que a adaptação a essa nova estrutura levará tempo, mas expressou otimismo em relação aos dados positivos provenientes do MCL38.

“Estamos muito encorajados e mantendo o ímpeto, mas também precisamos manter um bom trabalho. Precisamos manter nossa boa cultura para garantir que todos continuem unidos, colaborando da mesma forma que conseguimos em 2023”, concluiu Stella.