F1: CEO da AlphaTauri coloca pressão em Ricciardo e Tsunoda

O CEO da AlphaTauri, Peter Bayer, emitiu um alerta a Daniel Ricciardo e Yuki Tsunoda para que mantenham o foco absoluto em seus desempenhos com a equipe, sem se distrair com possíveis promoções à Red Bull. A mensagem direta vem em meio a especulações sobre o futuro de Sergio Perez na equipe principal e a presença de outros jovens pilotos dentro da família Red Bull, como Liam Lawson, por exemplo.

Apesar de Ricciardo ter sido recebido como um salvador da pátria na AlphaTauri no meio da temporada 2023 da Fórmula 1, seu retorno não foi tão fulminante quanto se esperava. Já Tsunoda, apesar de bons momentos, ainda busca maior consistência. Diante desse cenário, Bayer ressaltou a importância do ‘aqui e agora’ para ambos os pilotos.

“Na família Red Bull, somos conhecidos por altas expectativas e decisões rápidas, mesmo no meio da temporada”, afirmou Bayer ao Speedcafe. “Há esse empurra e puxa, essa sinergia, algo que funciona para a equipe, para os mecânicos, para todos.”

“Se você se sai bem na equipe júnior… e estamos sempre tentando nos afastar disso (equipe júnior), para ser um time de Fórmula 1 de verdade, mas temos muitos jovens pressionando, como Liam. Ele fez um trabalho tremendo, e foi uma decisão muito difícil”, acrescentou.

Bayer deixa claro que o desempenho de Lawson em suas cinco corridas como substituto de Ricciardo, quando o australiano ficou afastado após fraturar a mão no TL2 do GP da Holanda, serve como um lembrete para os pilotos titulares: Se eles não entregarem o que se espera, a porta para novos talentos do grupo Red Bull permanece aberta.

Porém, o CEO reconhece o potencial de Ricciardo e Tsunoda, e acredita que o clima de competição interna pode ser proveitoso para ambos. “Acho que esse puxa e empurra deve levá-los a se concentrar no presente, o que eu acho que eles já fazem bastante, honestamente.”

A AlphaTauri espera um salto de qualidade em 2024, com uma colaboração técnica mais estreita com a Red Bull. Para atingir esse objetivo, Bayer destaca a necessidade de consistência e entrega constante por parte dos pilotos.

“Eles terão que mostrar a cada corrida que são capazes de entregar, que são rápidos, dedicados, que estão ligados”, disse Bayer. “É preciso garantir que eles se entreguem totalmente todos os dias, todas as semanas, e que estejam colaborando com a equipe”, encerrou.

O recado de Bayer é claro: o futuro na AlphaTauri, e consequentemente, o caminho para a Red Bull, dependem do desempenho de Ricciardo e Tsunoda em 2024. O palco está montado para uma temporada de disputas internas e muita pressão dentro da equipe.