F1: Calor em Jeddah será um desafio para as equipes

O GP da Arábia Saudita, segunda etapa da temporada 2024 da Fórmula 1, trará o primeiro teste real para o inovador sistema de arrefecimento do RB20, o carro da Red Bull deste ano. As altas temperaturas esperadas em Jeddah, superiores às registradas no Bahrein, exigirão bastante de carros e pilotos.

De acordo com o Weather.com, não há previsão de chuva durante os três dias de atividades da F1. A chance de precipitações chega a apenas 1% na quinta-feira e no sábado, enquanto na sexta-feira, dia da sessão de classificação, a possibilidade é zero.

No entanto, é a temperatura que chama a atenção. Durante o dia, a previsão indica que os termômetros marcarão até 31°C, cerca de 10 graus a mais do que as equipes enfrentaram no Bahrein, e onde a Mercedes sofreu com problemas de superaquecimento devido à seu novo sistema de arrefecimento do W15. A sorte dos times da F1 é que a corrida em Jeddah acontece à noite, quando as temperaturas costumam ser mais baixas.

A previsão é de que a temperatura caia para 24°C na quinta, sexta e sábado. Porém, devido à alta umidade, esse resfriamento demora a ocorrer. Os valores exatos para esses dias ainda são desconhecidos, mas no início da semana, a temperatura ainda estava em torno de 27°C às 20:00, horário local da largada. Como o TL1 e o TL3 serão realizados mais cedo, a Red Bull e a Mercedes terão a chance de testar seus sistemas de arrefecimento com temperaturas na casa dos 30°C.

O F1MANIA.NET acompanha ‘in loco’ o GP da Arábia Saudita com o jornalista Rodrigo França direto de Jeddah.