F1: Bottas defende punições mais claras para pilotos que tenham vantagem irregular

Valtteri Bottas defendeu uma aplicação mais clara das regras pela FIA, quando pilotos saem da pista para ganhar vantagem indevida. O piloto da Sauber acredita que obrigar o infrator a ceder a posição tornaria o sistema de punições mais fácil de fiscalizar, após esse tema vir à tona no final de semana do GP de Miami de Fórmula 1.

Durante a corrida Sprint, Kevin Magnussen acumulou intencionalmente penalizações de tempo, para segurar Lewis Hamilton, criando espaço suficiente para seu companheiro de equipe Nico Hulkenberg pontuar na sétima colocação.

Após a prova, o piloto dinamarquês admitiu não gostar de usar tais táticas e considerou todas as penalidades merecidas, ressaltando que agiu pelo bem da equipe.

“Seria mais fácil os comissários dissessem: ‘Você precisa devolver a posição em uma volta, caso contrário, será punido’. Acho que tornaria tudo mais simples, com certeza”, disse Bottas à imprensa.

Não é a primeira vez na temporada que o uso estratégico de penalidades para segurar o pelotão vira tema de debate. No GP da Arábia Saudita, Magnussen também recebeu penalidades de tempo, devido a uma pilotagem considerada excessivamente agressiva em suas defesas de posição, visando abrir caminho para o pit stop de Hulkenberg.

A tática, assim como em Miami, funcionou, e o alemão terminou a corrida em décimo, marcando o primeiro ponto da Haas no campeonato.

Esse comportamento tem sido criticado por diversas equipes, com alguns pilotos contrários à ideia de uma equipe sacrificar o desempenho de um piloto para segurar o pelotão ou se manter à frente abusando do sistema de penalidades.

Bottas, no entanto, acredita que a decisão cabe a cada piloto individualmente, no que diz respeito a utilizar o sistema atual como fizeram Magnussen e a Haas.

“As regras para a corrida são bem claras”, disse o finlandês de 34 anos. “Nunca tive problemas para segui-las e para mim, é bem simples. Acho que depende dos pilotos se querem fazer isso (usar penalidades estrategicamente) ou não. É bem simples, na minha opinião”, encerrou Bottas.