F1: Aston Martin foca em Interlagos após decepcionante GP do México

A Aston Martin enfrentou problemas durante o Grande Prêmio da Cidade do México no Autódromo Hermanos Rodríguez, com ambos os pilotos, Lance Stroll e Fernando Alonso, sendo forçados a abandonar a corrida antes do final. No entanto, as adversidades enfrentadas estão direcionando o olhar da equipe para o próximo desafio, o Grande Prêmio de São Paulo em Interlagos.

Alonso, que havia começado na 13ª posição, teve que abandonar a corrida na volta 47 devido a danos sofridos logo na primeira volta. Já Stroll, que teve um início promissor apesar de começar do pitlane, sofreu um revés após um contato com Valtteri Bottas, resultando em danos significativos em seu carro e levando-o a abandonar na volta 66.

Stroll comentou sobre a corrida, apontando que, apesar de algumas melhorias no carro, a equipe ainda tem um longo caminho a percorrer para estar na ponta. Ele mencionou o incidente com Bottas e ressaltou a determinação da equipe em se preparar para a próxima corrida no Brasil, otimista com o Sprint da próxima semana.

Alonso expressou a frustração com a corrida, observando que os danos no início afetaram o desempenho do carro. No entanto, ele destacou a importância de aprender com os desafios e se mostrou esperançoso para as próximas etapas, particularmente o GP de São Paulo.

Mike Krack, o diretor da equipe, não escondeu sua insatisfação com o desempenho no México. Ele afirmou que a equipe não estava em sua melhor forma e reconheceu a necessidade de fornecer aos pilotos um carro mais competitivo. Krack reforçou a determinação da equipe em melhorar e destacou a unidade e o compromisso de todos em busca de resultados melhores. Ele também mencionou que as características do circuito mexicano não favoreceram a equipe, mas assegurou que estão trabalhando intensivamente para apresentar um desempenho mais forte em Interlagos.